You are here

Marcha

No Brasil existem vários tipos de marchas, também chamadas "marchinhas": de carnaval, regionais, tradicionais, etc. A primeira marcha foi a composição de 1899 de Francisca (Chiquinha) Gonzaga, intitulada "Ó Abre-Alas", feita para o cordão carnavalesco Rosa de Ouro. Era a primeira vez que uma canção era escrita especialmente para o carnaval. Desde este momento a marcha virou cada vez mais uma parte fundamental do carnaval. A verdadeira "marchinha de carnaval" começou a surgir no Rio de Janeiro com as composições de Eduardo Souto, Freire Júnior e Sinhô, e atingiu o apogeu com intérpretes como Carmen Miranda, Almirante, Mário Reis, Dalva de Oliveira, Silvio Caldas, Jorge Veiga e Blecaute, que interpretavam nos meados do século XX, as composições de João de Barro, o Braguinha e Alberto Ribeiro, Noel Rosa, Ary Barroso e Lamartine Babo. O último grande compositor de marchinha foi João Roberto Kelly. A marchinha de carnaval esteve no carnaval dos brasileiros de 1920 até 1960 altura em que começou a ser substituida, na preferência do público, pelo samba-enredo.

A origem da marcha foram as marchas populares portuguesas e marchas militares dos Estados Unidos, partilhando com elas o compasso binário, embora mais acelerado, melodias simples e vivas, e letras picantes cheias de duplo sentido.

Copyright 2011 www.bossanovagitaar.nl | Some Rights Reserved | Administrator: Henk Frans de Vries | Powered by Drupal | Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti