You are here

Sobre mim

Henk Frans

Meu nome é Henk Frans. Moro em Enschede, Holanda. Cursei escola de eletrotécnica, faculdade de filosofia de ciência, tecnologia e sociedade e o conservatório de guitarra. Para muitas pessoas quase não existe nenhuma conexão entre estas três disciplinas. Porém há muitas analogias como a paixão e a transparência. Sem paixão e transparência, música, eletrotecnologia e filosofia não evoluirão. Neste website eu não aborrecê-los-ei com as analogias entre as três disciplinas. O objetivo deste website é compartilhar minha paixão por música de violão de jazz e música brasileira em particular.

Influências clássicas
Minha primeira experiência consciente com música foi de quando tinha cinco anos e ouvi meu avô tocando órgão. Esta cena encantou-me: como ele manuseava os teclados e o som que saía! Meus pais percebendo o entusiasmo que passei a ter por música, pagaram-me as primeiras aulas de órgão, o primeiro era um harmônio velho. Aos 13 anos comecei a tocar um órgão de tubos, e até gostei inicialmente, mas descobri que este tipo de instrumento não era tão popular e parei finalmente.

Minha primeira banda
Depois de alguns anos conheci um amigo que tocava guitarra "rock" e "blues", impressionante! Uma amiga da minha irmã emprestou-me um violão durante quinze dias e aprendi tocar o acorde D. Isso ocorreu no verão de 1982; em dezembro do mesmo ano comprei o meu primeiro violão. Meu amigo ensinou-me mais acordes e a tocar guitarra solo no estilo "rock 'n' roll" e "blues" usando a escala pentatônica. Fundamos uma banda: ele e eu e encontramos um baterista também. Imagine, uma banda sem baixista! Bom, de qualquer modo, divertimo-nos muito! Tocávamos principalmente "blues", "rock 'n' roll" e algumas canções de Pink Floyd.

Influências de blues
Por volta de 1985 vi o grande guitarrista de "blues" Stevie Ray Vaughan na televisão, comprei alguns discos dele e de tanto escutá-los, acabei aprendendo guitarra solo no estilo de "blues". Alguns anos depois, fui a uma apresentação de Hans Hooijer. Ele estava tocando "Red House" de Jimi Hendrix e, além disso, tocava "jazz" com a mesma precisão que tocava "blues", impressionante! Ele tornou-se meu segundo professor de guitarra e estimulou-me a escutar discos de "jazz", em particular de Kenny Burrell, Wes Montgomery e Wim Overgaauw (um famoso guitarrista de "jazz" holandês).

Influências de jazz
Meu primeiro professor de guitarra, Stefan Mooibroek, recomendou que eu escutasse o guitarrista Belga Philip Catherine. Foi em 1987 que ouvi o disco "Transparance" e encantou-me bastante. Deveria ter sido em 2000 quando tive a sorte de tocar "How deep is the ocean" com Philip Catherine, durante um masterclass na Faculdade de Música em Enschede. Imagine tocar com seu herói que uns dez anos antes eu tinha adoração! Outros guitarristas que adoro são o guitarrista Pat Metheny, John Scofield, Jim Hall, John McLaughlin e Robben Ford.

Influências de música brasileira
No ano 2001 comecei escutando música brasileira, especialmente a música do guitarrista/cantor Djavan achei inovador. Música assim nunca tinha ouvido antes: uma mistura interessante de samba, pop, jazz, "fusion" e ritmos africanos. Também a maneira excitante como João Bosco tocava um samba surpreendeu-me. No campo de arranjos Ivan Lins e Sérgio Mendes chamaram minha atenção em especial. Os álbuns "Jobiniando" e "Brasileiro" não devem faltar numa coleção de um amante ou músico de jazz. O disco "Jobiniando", uma homenagem para o grande Antônio Carlos Jobim, combina Lins em seu talento de arranjar com Jobim eum seu talento de compor. Outros grandes músicos brasileiros que eu gostaria de mencionar são: o guitarrista/cantor João Gilberto e cantor/compositor Gilberto Gil, hoje em dia Ministro da Cultura do Brasil. Na seção "Downloads" você encontra arquivos de música brasileira, que são transcrições de gravações que analisei ouvindo intensamente em formatos diferentes como MIDI, Finale e Power Tab.

Curriculum Vitae
Após minha infância segui o nível mais elevado da instrução secundária holandesa chamada "Voortgezet Wetenschappelijk Onderwijs" (VWO), que pode ser traduzido como "Instrução Científica Continuada". Em agosto 1983 continuei estudando Eletrotécnica na Faculdade chamada Windesheim em Zwolle, Holanda. Em 1988 me formei como engenheiro. No mesmo ano continuei estudando e em 1994 me graduei como engenheiro em Filosofia de Ciência, Tecnologia e Sociedade na Universidade Twente, situada na região Twente no leste da Holanda. Depois da minha graduação havia uma recessão econômica. Depois de um ano e meio sem sucesso para obter um emprego na minha área e após alguns trabalhos voluntários, decidi seguir o meu coração: estudar guitarra. Em 1996 passei no teste para ser aceito e então comecei a estudar guitarra no Conservatório de Música em Enschede, Holanda. Em 2000 me formei como bacharel, habilitado em Pedagogia como professor de guitarra. Este estudo deu-me um conhecimento profundo da música popular após 1900. Durante meu estudo lecionei aulas de guitarra em diversas escolas de música na Alemanha e Holanda. Agora leciono aulas de guitarra apenas numa escala muito restrita. Aproximadamente há cinco anos decidi escrever cartas para obter um novo emprego. Quis fazer algo com o conhecimento que ganhei em meus estudos precedentes. Havia um crescimento econômico e rapidamente encontrei um trabalho como gerente de trajetos no serviço social na prefeitura do município de Hengelo. Ainda estou trabalhando ali, mas agora na seção de informatica responsável pelas algumas applicações.

Copyright 2011 www.bossanovagitaar.nl | Some Rights Reserved | Administrator: Henk Frans de Vries | Powered by Drupal | Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti